História do Municipio

História do Município

 foto-01

 

CAPELA DO ALTO DOS ANOS 50....

• SUA ECONOMIA:

ABACAXI, ABÓBORA, MANDIOCA, MELANCIA, BANANA MAÇÃ, FEIJÃO, ARROZ, ALGODÃO, MILHO VERDE, MILHO SECO.

 

• VIA DE ACESSO AO DISTRITO DE CAPELA QUE PERTENCIA À CIDADE MÃE ARAÇOIABA DA SERRA:

Estrada São Paulo/Paraná e Estrada de acesso ao município de Tatuí - SP Obs: Acesso ao Antigo Bairro do Porto hoje distrito, era estrada batida e precária com dificuldade para locomoção e a via pública era conhecida por (Estrada de Carroça).

• RUAS DO VILAREJO QUE DEU LUGAR À CIDADE:

Contando com a Rodovia São Paulo/Paraná mais a Estrada de Tatuí e a estrada de acesso ao Bairro do Porto, hoje Distrito do Porto, somavam-se outras 3 (três) precárias Ruas.

 

• ESCOLA:

Existia somente uma na área central, hoje residência da Família Corrêa próxima a Loja do Boticário.

 

• TEMPLO RELIGIOSO:

- Somente a Capela que localizava-se no ponto alto do Vilarejo, onde se realizou por muitos anos, diversas celebrações religiosas, vindo mais tarde servir de alojamento da Sede Administrativa da Prefeitura e em seguida da Sede Administrativa da Câmara Municipal de Capela do Alto, que manteve o seu funcionamento até os ídos dos anos de 1994, quando retornou o templo aos cuidados da Igreja Matriz de São Francisco de Assis, abrigando atualmente o "Santuário de Nossa Senhora Mãe Rainha";

 

• FARMÁCIA:

- Apenas uma, onde hoje funciona uma Casa de Loteria;

Proprietários do comercio dos produtos comercializados no local: Farmacêutico: Senhor Lazinho e Farmacêutica sua esposa Senhora Nêna que também servia a população, auxiliando no nascimento das crianças de Capela, na condição de parteira.

 

• COMERCIO:

- Armazém do Senhor Leonardo; Armazém da Família Guilherme; Armazém da Família Alves; Armazém da Família Rosas e Armazém da Família Lopes, sendo que a maioria deles, localizava-se no Centro do Vilarejo que mais tarde deu lugar à cidade;

 

CAPELA DO ALTO DOS ANOS 54...

• Começo da Agropecuária: Fazenda Sonia Maria, Fazenda Santa Margarida, Fazenda Citrorrico que foi adquirida do Senhor Moreirinha, Fazenda Bela, Fazenda Guarantã, Fazenda Guarapiranga e Fazenda Passárgada;

 

• Chega a milagrosa energia elétrica (Light), clareou o mundo, começo de uma nova história de um povo que vivia com luz de querosene e raros lampiões também movidos à querosene.

• VEICULOS:

- Somente três: da Família Guilherme um Ford 28, um Ford 29 Copê e um da Família Silva do Senhor João Silva, que na verdade se chamava João de Almeida, já falecido.

 

• BAR COM RESTAURANTE COMO SE ESCREVIA:

- Somente um: Proprietários Senhor Gumercindo de Moraes e sua esposa Dona Maria, onde começou o inigualável bolinho de frango e o famoso Pastel Caipira, que até os dias de hoje é produzido por muitas famílias de Capela do Alto e comercializado principalmente nas Solenidades Festivas realizadas pela Igreja Católica desta localidade; Oportuno lembrar ainda, que referidos quitutes, tornou-se patrimônio cultural do município, por ser um prato típico da culinária de Capela do Alto-SP, transformado através da Lei Municipal que recebeu o nº. 1.676/2012, de 13 de Julho de 2012, cuja matéria foi de iniciativa do ex. Vereador Nilton Adriano dos Santos, sendo referência no município e em toda a região.

 

• O COMERCIO COMEÇA A MANIFESTAR-SE:

- O comercio começa a despertar, surge a primeira fábrica de farinha de milho da família do Senhor Lazinho Alves, onde hoje funciona a GM Municipal; Na mesma época surge a fábrica de produtos de mandioca, de propriedade do Senhor Carlos de Souza Quevedo e seu irmão José Quevedo no bairro do Guarapiranga; Seguindo a expansão e trajetória da localidade, agora Fazendas começam a se formar como modelo no município; A produção e a economia começa a consolidar-se na vida dos Capelenses; veículos novos já fazia parte da elite do então Bairro e Lugarejo de Capela do Alto; O progresso já era pujante, as festas que aconteciam, ganhou fama até em outras Querências.

 

• CAPELA DO ALTO, NOS ANOS DE 1963, 1964 e 1965:

-EMANCIPAÇÃO POLÍTICO–ADMINISTRATIVA E ECONÔMICA - Um grande sonho se realiza; Agora Capela do Alto é cidade; Agora tem Prefeito, Vice-Prefeito, Vereadores, Câmara Municipal e Prefeitura Municipal.

- Uma enorme Igreja foi projetada e construída com recursos e donativos do povo cristão e católico do lugarejo e já estava sendo concluída no Centro da cidade, para acomodação de todo o povo católico deste abençoado lugar; Igreja de São Francisco de Assis - padroeiro da cidade, que era um projeto arrojado para a época mas que era necessário, pois representava o tamanho da fé dos Capelenses; Os veículos já podiam ostentar aquela placa ( CAPELA DO ALTO), motivo de orgulho para todos que viviam aqui.

- No seguimento da exploração comercial que era realizada no município, se registra ainda o surgimento alguns anos depois, de mais outras duas fábricas de farinha de milho chamadas Fecularias: a "Stella Maris", de propriedade do Senhor José Delfino de Campos (ex. Vereador do Distrito de Capela do Alto, quando ainda pertencia a cidade mãe Araçoiaba) e a "Santo Antonio", de propriedade do Senhor Alcides Paes de Camargo;

 

• DESENVOLVIMENTO DA CIDADE, À PARTIR DE 1965...

- Implantação das Agências do Banco Real S/A e da Agência da Nossa Caixa S/A, que mais tarde deram lugar para o Banco Bradesco S/A e Banco do Brasil S/A, em pleno desenvolvimento atualmente no município...

- Instalação da Agência dos Correios...

- Implantação de Praças Públicas Diversas, Escolas Diversas, Projetos Pedagógicos, Diversos Ginásios de Esportes na cidade e nos bairros, Implantação de Pavimentação Asfáltica, Duplicação de Rodovias etc...

 

• MAIS RECENTEMENTE:

- Renovação de toda a Frota Municipal;

- Implantação de Diversos Loteamentos, de iniciativa de um grande empreendedor e investidor, que escolheu Capela do Alto para fixar sua residência e de sua família: cidadão Capelense Senhor Péricles Gonçalves (KEKE), através da Empresa KEKE- Empreendimentos.

- Recapeamento da Rodovia Senador Laurindo Dias Minhoto que corta o município e faz acesso ao município de Tatuí-SP e Duplicação do trecho da citada Rodovia, localizada na Zona Urbana do município;

- Conclusão de novas escolas, novas Creches, Quadras de Esportes, diversos procedimentos de pavimentação asfáltica em ruas e avenidas desprovidas desse melhoramento, etc...

Curiosidades, que fazem parte da criação do município de Capela do Alto - Estado de São Paulo:

- Capela do Alto, nasceu e cresceu em torno de diversas crenças religiosas e por isso sempre foi abençoada, cujo registro do surgimento e crescimento, sempre foi em torno da Igrejinha que era ponto de parada dos Tropeiros, que vinham da região Sul transportando muares para o comercio que era desenvolvido na região e nas cidades de Sorocaba hoje Sede da Região Metropolitana do Estado de São Paulo e nossa vizinha e também na cidade de São Paulo-Capital;

- Fazem parte ainda de seu acervo e descobrimento, a presença marcante do Monge João Maria de Agostini ou Giovanni Maria de Agostini ou ainda John Mary Justiniano como também era conhecido, que foi um Eremita natural de Piernonte - Turim, na província da Itália e que de passagem e peregrinando por nosso país e por esta região, marcou época nesta localidade e abençoou o Vilarejo nos ídos dos anos de 1.850, profetizando o surgimento de uma grande cidade, cujo desenvolvimento já é notório nos dias de hoje;

João Maria de Agostini, apresentado na historiografia como o primeiro Monge ligado ao Movimento do Contestado (conflito ocorrido no Sul do Brasil entre os anos de 1912 e 1916), está sepultado no Cemitério de Mesilla (Las Cruces) no Novo México (EUA), onde morreu no dia 17 de abril de 1.869, com 69 anos de idade. Italiano nascido por volta de 1.801, tornou-se eremita ainda jovem e percorreu diversos países da América do Sul, inclusive o Brasil e num lugarejo situado no Morro de Ipanema, onde sempre visitava o Vilarejo, hoje município de Capela do Alto-SP, antes de chegar aos Estados Unidos. Segundo consta no relatório de sua historiografia, o Monge foi morto em 1.869 com um punhal nas costas.

Pela trajetória de sua vida humilde, pobre, religiosa e ligada ao Cristianismo e também pelas obras de peregrinação e milagres que aconteceram durante o tempo vivido em nosso país, inclusive nesta localidade e região, ele será sempre venerado como um Monge Santo que profetizou vários acontecimentos que já se tornaram realidade por onde passou ao longo de sua existência.

Assim rogamos à Deus nosso Pai, que derrame suas bênçãos sobre a sua alma e que se for de sua vontade, seja ele canonizado pela igreja numa demonstração de fé e de caridade, pelo muito que representou em vida na árdua tarefa de catequese e de seu amplo conhecimento da fé que era defendida como patrimônio e herança eterna.

 

 

 

esic

Sessões Ordinárias

Todas as Quartas às 19:00 horas no Plenário da Câmara Municipal.

Horário de Atendimento

De segunda à sexta das 08:30 às 12:00 horas – Das 13:00 às 16:00 horas.

TELEFONES

(15) 3267 – 1346

(15) 3267 – 1517

(15) 3267 - 2176